UNO INTERNACIONAL

"Parceria com a escola e a família para transformar a educação"

O desafio de se fazer educação no século XXI

Como educar nossas crianças para uma sociedade competitiva, em que os valores materiais se confundem com os valores afetivos? Como formar cidadãos críticos que saibam combinar as diferentes áreas de conhecimento para construir um mundo mais justo e harmonioso?

Esse é o desafio da escola do século XXI: proporcionar uma educação cidadã, integral e comprometida com a vida e com os demais.

É possível pensar uma nova forma de fazer educação, adequada a esse novo século. E os avanços tecnológicos são importantes aliados nessa construção.

O UNO Internacional é um projeto de transformação social que, por meio da educação, se apoia nos cinco valores principais estabelecidos pela UNESCO: justiça, liberdade, respeito ao próximo, dignidade humana e respeito à natureza.

O projeto é estruturado por meio de dois programas: o SE – Sistema Educativo de Competências, que promove o desenvolvimento intelectual e emocional dos indivíduos;  e o BE, Bicultural English, que consiste na prática das mesmas competências com enfoque bilíngue; estimulando os alunos a se expressarem em um idioma diferente da língua materna.

Os dois programas (SE e BE) estão interligados a três processos: de formação dos profissionais, de avaliação do percurso e da digitalização dos materiais. Os conteúdos são desenvolvidos cuidadosamente a partir dos critérios estabelecidos por cada país em que atua e atualizados bimestralmente.

O UNO Internacional está presente em sete países e conta com importantes parceiros que oferecem serviços e conteúdos de qualidade: UNESCO, Discovery Education, Cambridge ESOL, TOEFL, Apple, Animal Planet, AVALIA, LEXIUM e EPSON.

Educar é ajudar o indivíduo a tomar consciência de si mesmo, dos outros e da sociedade. Para isso, é preciso contribuir na formação desse ser crítico, pensante, que saiba respeitar o próximo e o planeta em que vivemos. Um ser humano que sonhe, realize seus sonhos  e que inspire o mundo a sonhar também.