Por que a economia doméstica deve ser ensinada desde a infância?

By 28 de julho de 2016Dicas

Na vida adulta, fazer o controle dos gastos e das finanças em geral é uma tarefa bem complicada. Pensando na dificuldade de milhares de adultos, os profissionais de matemática, economia e outros entenderam que a economia doméstica deve ser ensinada logo na infância. Uma criança que poupa será um adulto mais controlado em relação ao dinheiro.

Entenda melhor agora por que a economia doméstica deve ser ensinada desde a infância.

O que é economia doméstica?

A economia doméstica é um conjunto de economias feita pela família a fim de ter uma vida financeira sadia. A economia doméstica está ligada diretamente à educação financeira de todos os membros da família para que o comportamento sustentável e o controle de gastos consciente sejam construídos desde os primeiros contatos com o dinheiro e com os demais recursos.

Como ensinar em casa?

A economia doméstica pode ser ensinada de diversas maneiras, basta os pais usarem um pouco da criatividade. O importante é a criança aprender o valor do dinheiro e que, ao economizar, poderá trazer benefícios para ela e para a família. Mas não vale cobrar das crianças sem dar o exemplo dentro de casa. Ao pedir para que as luzes sejam apagadas, você deve sempre apagá-las.

Você pode ensinar para as crianças menores dando uma semanada. Por exemplo, se a criança tem 5 anos, recebe R$ 5 por semana. Com isso, ela será responsável por economizar e gastar com o essencial para o dinheiro durar a semana inteira.

Já para as crianças maiores ou adolescentes, uma mesada pode ser a solução para colocar em prática as lições de economia aprendidas com os pais ou responsáveis. 

Como aplico no dia a dia?

A economia doméstica deve ser aplicada no dia a dia de forma simples e corriqueira, sempre ensinando às crianças. Veja alguns exemplos fáceis e práticos para fazer em sua casa:

  • Antes de ir ao supermercado, faça uma lista juntamente com a criança para não comprar alimentos desnecessários;
  • Na hora das compras, se seu filho pedir diversos supérfluos, permita que ele escolha apenas 1;
  • Não desperdice comida, faça sempre um planejamento do que vai ser servido durante a semana e a quantidade. Assim, seu filho aprenderá que não se pode “jogar comida fora”;
  • Sempre fique de olho na economia de água. Não deixe torneiras pingando e nem ligadas sem necessidade. Faça sua parte e cobre dos seus filhos, ensinando-os o bem para a saúde financeira da família e também o bem para o ecossistema;
  • A economia de luz pode ser feita de forma adequada, assim como a economia da água. Desligue os aparelhos eletrônicos que não estão em uso, condicionadores de ar e ventiladores desligados quando os cômodos estão vazios, luzes apagadas nos locais sem necessidade, entre diversas outras formas de economizar energia elétrica;
  • Se você possui empregada doméstica, vale a pena ensiná-la a economizar água e luz, usando baldes para a limpeza e evitando usar a máquina de lavar roupas com pouca quantidade de roupa suja. Também é importante instruí-la para o preparo de alimentos na quantidade correta, sem desperdícios. 

A economia doméstica, por mais que não seja um assunto recorrente, pode ser feita no ambiente familiar desde muito cedo com a participação dos adultos e de todas as crianças. Somente assim, os pequenos terão uma vida financeira saudável no futuro. 

Gostou do post? Já usava nossas dicas antes? Conta pra gente as medidas tomadas em sua casa para economizar.

Leave a Reply