Pais separados: como lidar com a educação do filho nessa situação?

By 21 de setembro de 2015Comportamento

Enfrentar um processo de divórcio ou separação é uma das situações mais estressantes da vida adulta, forçando os envolvidos a reformular suas rotinas que seguem sem a presença do companheiro ou da companheira. E se para os adultos essa já é uma situação complicada, imagine para as crianças. Sem contar com a maturidade emocional, é comum que os pequenos sintam-se culpados pelo evento, e podem apresentar comportamentos que sinalizam sua dificuldade de lidar com a situação.

Se você está passando por uma separação, é muito importante conversar com seus filhos e demonstrar estar aberto para qualquer tipo de desabafo, pois a distância e o isolamento só complicam a situação — que já é complicada por natureza. Veja como lidar com esse momento:

Preparar os filhos para a nova situação

É um erro pensar que as crianças não percebem o que se passa em casa. Se seu casamento não é mais harmonioso como costumava ser, é bem provável que seus filhos já tenham notado. O problema é que muitos pais deixam de explicar o que está acontecendo às crianças porque acham que não é necessário, uma atitude que acaba alimentando a angústia dos pequenos, que tendem a se sentir culpados pela situação. O ideal é ser claro com seus filhos ao explicar o que está acontecendo e enfatizar que é uma decisão consensual tomada por adultos.

Deixar claro que vocês serão um ex-casal, mas não ex-pais

Um dos maiores problemas durante a separação é o medo que os filhos têm de perder um dos pais, por isso, é importante que eles saibam que vocês deixarão de ser um casal, mas jamais deixarão de ser pai ou mãe deles. Esteja aberto para ouvir seus filhos sobre seus medos e ansiedades e tente tranquilizá-los explicando como vão continuar convivendo com os pais, mesmo que não estejam morando na mesma casa.

Deixar desentendimentos com o parceiro longe dos filhos

É comum que algumas mágoas e rancores estejam latentes durante um processo de separação, porém, é muito importante que os pais evitem despejar nas crianças as queixas sobre o ex-parceiro. A separação é uma fonte de angústia para os filhos e transformar esse momento em uma batalha de reclamações só piora. Se precisar desabafar, faça-o com amigos ou familiares adultos, nunca transfira esse fardo para as crianças.

Explicar as novas rotinas

Às vezes, concentrar-se em coisas práticas pode ajudar a criança a se sentir mais segura, por isso você pode explicar como será a nova rotina da família: qual dos pais vai buscá-la na escola, quando poderá dormir na casa do pai ou da mãe, quem ficará com os animais de estimação, como serão os fins de semana, etc. Uma nova dinâmica familiar requer reorganização de tarefas e responsabilidades, e quando a criança percebe que os pais estão atentos e cuidando disso, fica menos insegura e ansiosa.

Prepará-los para a possibilidade de novos casamentos

Reorganizar a vida após uma separação é um processo gradual, que pode envolver encontrar um novo parceiro ou parceira. Nesse caso, é importante que as crianças saibam que essa pessoa não vai substituir nem o pai nem a mãe. Converse com seus filhos sobre a possibilidade de um relacionamento, explicando que o novo parceiro não é um inimigo, mas sim uma pessoa que vai trazer mais felicidade para você ou seu ex.

Ter pais separados não é mais um estigma social e apesar de envolver certa angústia e ansiedade no início, é algo com que as crianças aprenderão a lidar com o tempo. Esteja disponível para esclarecer todas as suas dúvidas e continue cuidando de seus filhos com todo amor e carinho, assim vocês conseguirão processar esse momento da melhor forma possível.

Já passou por uma experiência como essa? Compartilhe com a gente as suas dicas e dúvidas sobre o assunto!

Leave a Reply