Estude e memorize o que aprendeu para se dar bem em qualquer prova!

By 17 de julho de 2015Desempenho Escolar

Para se dar bem em provas e exercícios avaliativos, ouvir o professor durante as aulas e ler a matéria como um ato mecânico não é suficiente. O processo de memorização, embora possa ocorrer com a memorização sistemática de informações obtidas em livros, caderno, resumos e videoaulas, pode também representar uma técnica mais complexa, em que as informações são processadas de forma que o aluno consiga transpor as ideias em situações variadas. Nesse caso, a construção do conhecimento é muito mais elaborada.

Portanto, aprender algumas técnicas que auxiliem nessa memorização mais complexa é muito benéfico para a boa performance nas provas e, consequentemente, para o desenvolvimento acadêmico do aluno. Veja agora algumas dicas de como estudar e memorizar os conteúdos e arrasar nas provas!

Concentração

Mantenha-se focado enquanto estiver ouvindo as aulas e lendo os conteúdos. O foco e a concentração são fundamentais para a memorização de informações. Dicas para ficar mais concentrado são evitar as distrações (como televisão, celular, ouvir música), estudar em lugares bem iluminados, com poucos ruídos e que sejam confortáveis.

Contextualização

Sempre que estiver estudando, opte por contextualizar as ideias aprendidas. Se estiver estudando disciplinas mais exatas, por exemplo, após memorizar regras e fórmulas, pratique-as fazendo alguns exercícios. Isso vai treinar sua capacidade de aplicar as fórmulas em situações diferentes.

Para um conteúdo mais teórico (humanas e biológicas, por exemplo), pense em vários contextos em que os conceitos podem aparecer e os questione, discutindo com os colegas, ensine a alguém, resolva exercícios, entre outros.

Noite bem dormida

Uma noite bem dormida é essencial para ajudar na formação da memória das informações adquiridas ao longo do dia.

É igualmente importante tem uma boa rotina de sono. Dormir e acordar diariamente na mesma hora (ou, pelo menos, aproximadamente) é crucial para que seu corpo tenha uma constância em relação à liberação de hormônios e outros compostos que serão úteis para o processamento das informações — e para manter uma boa saúde emocional, o que também contribui para um aprendizado mais efetivo.

Leitura e releitura

Ler e reler são táticas vantajosas para a memorização. Isso porque, ao lermos uma informação pela primeira vez, estamos geralmente reconhecendo as informações e identificando a mensagem principal. Na segunda leitura você já pode interpretar e construir esquemas mentais. Uma dica é você fazer uma primeira leitura, fazer resumos, esquemas e mapas mentais e, a partir daí, realizar a releitura desses materiais e recorrer aos livros em caso de dúvidas.

Mapa mental

Desenvolva linhas de raciocínio através da realização de mapas mentais, que são diagramas de registro de informações sistemáticas e hierarquizadas que ajudam na construção do conhecimento e na memorização de conteúdos, por possibilitar a organização sequencial de conceitos. Alguns livros didáticos já trabalham com mapas mentais, mas, se não for o caso dos seus, você também pode construí-los.

Assim, após ler a matéria e fazer resumos, monte esquemas coloridos com palavras-chave relacionadas aos conceitos lidos, respeitando a sequência de acontecimentos desse conceito. Uma vez já tendo lido o conteúdo, ler as palavras-chave vai fazê-lo relembrar a sucessão de acontecimentos e, portanto, a construção do raciocínio será mais rápida e a memorização do conteúdo mais efetiva.

Múltiplos recursos

Varie os formatos de conteúdo e vá além do texto e da escrita! Assista a vídeos, filmes, animações, desenhe, utilize cores ao fazer seu resumo, construa tópicos, entre outros. Isso fará com que você utilize recursos cerebrais diferentes para atingir um mesmo resultado: a memorização mais efetiva e complexa de informações.

Quais são as suas dicas para memorizar os conteúdos e mandar bem nas provas? Comente aqui e conte para nós!

Leave a Reply