6 dicas para estimular os seus filhos nas aulas de matemática

By 11 de março de 2016Dicas

As aulas de matemática, muitas vezes, são um “tabu” na vida escolar das crianças e adolescentes. O ensino tradicional brasileiro deixa muito a desejar em relação aos resultados de aprendizagem da matemática, e com isso, esse receio em relação à disciplina cresce.

Em 2014, a Avaliação Nacional da Alfabetização (ANA) observou alunos do 3º ano do ensino fundamental e constatou que mais da metade deles está em níveis baixos de aprendizado de matemática, ou seja, esses alunos não conseguem fazer o básico que seria proposto para quem está na última série de alfabetização.

Esses dados chamam nossa atenção para o fato de que a forma tradicional já não é mais suficiente para estimular o aprendizado de crianças que chegam na escola com horas de TV, de uso de computador, de celular e outras tecnologias.

Nesse post vamos listar 6 dicas para estimular seus filhos nas aulas de matemática. Acompanhe!

Estudos em casa e nas aulas de matemática

Os pais e educadores devem investir no estímulo do estudo de matemática que tenha mais praticidade e, para isso, o uso das novas tecnologias, desde que vistas como um apoio natural e não como uma fuga para a ludicidade da aula, é um ótimo incentivo.

Pensando nisso, separamos algumas dicas de como seus filhos (as) ou alunos (as) podem ser instigados a melhorarem seu desempenho nas aulas de matemática:

1.Praticar é indispensável

Praticar nunca é demais, e quando se fala em matemática, a prática se torna essencial. Essa não é uma disciplina que se aprende rápido, por isso é preciso ter paciência e praticar. Só ouvir o professor nas aulas de matemática e fazer alguns exercícios pode não ser suficiente para um aprendizado satisfatório, portanto, treine bastante com os pequenos.

2. Aplicar no dia a dia

Incentive-o a aplicar em seu dia a dia alguns conceitos. Fazer cálculos de porcentagem com os gastos da mesada, por exemplo. Você pode, ainda, estimular a criança a baixar joguinhos em seu celular que desafiem seus conhecimentos.

3. Rever os erros até eliminá-los

Quando um erro acontece, é um sinal de que algum aprendizado ainda não foi concluído. É claro que erros bobos são passíveis de acontecer, mas se eles persistirem, ensine-o a não ter vergonha de voltar no começo e (re)aprender o básico.

4. Ler e marcar pontos importantes

Ler com atenção e marque os pontos importantes é fundamental para a assimilação do que foi proposto. Procure por exemplos diferentes em sites da internet e baixe softwares que tenham como objetivo o ensino de matemática.

5. Fazer um dicionário de conceitos

São muitos conceitos e regras e, para seu filho não ficar perdido na hora de estudar, proporcione um caderno no qual a procura pode ser rápida e prática. Uma opção é criar esse dicionário no computador, separando uma pasta com esses conceitos e suas características.

6. Utilizar recursos tecnológicos como meio de ensino

Não se deve pensar nos recursos tecnológicos como uma ferramenta de ensino fora do contexto escolar, eles devem ser vistos de forma natural e abordados como novas formas de ensino, e não como algo extra-aula ou ferramenta de ludicidade.

A tecnologia nas aulas de matemática

Estudiosos estão criando softwares que podem ser instalados em computadores e celulares, despertando assim mais interesse dessas crianças e adolescentes que estão desinteressados em relação ao ensino tradicional nas aulas de matemática.

O uso dessas tecnologias pode ser muito útil para quebrar estereótipos sobre as aulas de matemática e mostrar que elas podem ser divertidas, modernas e eficientes quanto a conceitos e aprendizado.

Khan Academy: um recurso para as aulas de matemática

São muitas as ferramentas digitais que podem ser usadas, como o WebQuest, o Geogebra e o SuperLogo. Aqui daremos destaque ao KhanAcademy, que é um recurso gratuito e de qualidade, além de ser personalizado de acordo com a idade e a necessidade do aluno. Ele possui ferramentas úteis para que os pais e/ou professores conheçam as dificuldades e evoluções de seus filhos e/ou alunos. Saiba mais acessando esse link.

Quer estimular o estudo de seus filhos e alunos sem dispensar a tecnologia? Veja nesse postalgumas dicas de aplicativos que vão ajudá-los a aprender matemática se divertindo.

Leave a Reply